1 de mai de 2012

O Bicho de Pé

A escultura "O pensador", de Auguste Rodin, não me diz nada. O bicho de pé (tunga penetran) é muito mais importante como símbolo do pensamento ocidental. Foi a partir do bicho de pé que surgiu todo o pensamento ocidental. A prova é essa escultura grega. Não foi a caverna, nada tem a ver com cavernas estúpidas que doentes mentais passavam os dias sem comer, sem beber e a ver sombras psicodélicas. Mas com esses bichinhos escrocs. Sim!! Foi o bicho de pé o fundador da metafísica. Parmênides de Eléia não usava sandálias e, por isso, vivia cheio deles. Então, num belo dia pensou: "o bicho de pé não pode ter sido criado por algo. Isso implicaria em admitir a existência de um outro Ser. Do mesmo modo, esse bicho de pé não pode ter sido criado do nada, pois isso implicaria a existência do “Não-bicho de pé”. Portanto, o bicho de pé simplesmente é". E assim chegamos hoje. Foi a partir do bicho de pé que surgiu toda essa parafernalha de conceitos perdidos na abstração do mundo.

Lógico que isso só é uma brincadeira!!!

Nenhum comentário: