7 de jun de 2007

Projeto Peixe-boi


Você sabia que o peixe-boi marinho é um mamífero que pode ter até 4 metros e meio, e pesar de 400 a 600 kilos? Pois é, estas entre muitas outras informações você pode receber no projeto peixe-boi, em Itamaracá, Pernambuco. O projeto peixe-boi foi criado em 1980, para avaliar a situação em que se encontrava o peixe-boi marinho no litoral brasileiro.

Chegou-se à conclusão de que a espécie encontra-se em extinção pela caça de natureza predatória realizada pelos pescadores: utilizavam-se de arpões, principalmente, mas também havia outros artifícios, como colocar tampões de madeira nas narinas do animal quando este subia à tona para respirar ; dessa forma pretendia-se não prejudicar nem sua pele nem sua carne. Tudo no peixe-boi era aproveitado: os ossos como material artesanal, a pele para confeccionar carteiras, cintos, sapatos e cordas, enquanto a carne servia para degustação.

Na costa brasileira temos em torno de 400 a 500 unidades e o ideal, para contornar o perigo de extinção, é, pelo menos, o dobro desse número!
Projeto Peixe-boi
Photo Credit: Osvaldo Barreto
Mas qual a importância do peixe-boi para o ecossistema?

Para quem não sabe, o peixe-boi marinho limpa os manguezais e controla a biodiversidade marinha. O que significa isso?

Trocando em miúdos, os peixes-bois não só evitam que algas se acumulem num único local da costa como também impedem que estas alcancem as superfícies litorâneas e dificultem a vida marinha nesses locais. Alguns elementos provenientes de suas fezes também são importantes para a reprodução de determinadas formas de vida nos mares, pois são alimento de muitas larvas de pequenos peixes, os quais servem como base da dieta de outros animais maiores e, estes , por seu turno, também podem servir ao consumo humano.
Projeto Peixe-boi
Photo Credit: Osvaldo Barreto
No projeto de Itamaracá, atualmente, existem dezenove peixes-bois, em cativeiro, a serem novamente reintegrados ao seu habitat natural, e mais dez que se encontram já domesticados, ou seja, foram criados em aquários e não sobreviveriam fora deles.

Ao atravessarem a ponte, rumo a Ilha de Itamaracá, lembrem-se de visitar o Projeto Peixe-boi para acompanhar de perto um trabalho de grande relevância ambiental, conduzido pelo IBAMA, com apoio da PETROBRAS e de outras entidades criadas para este fim específico. O projeto fica instalado próximo ao Forte Orange.

Texto de Marcos André Carvalho Lins

5 comentários:

Anônimo disse...

Na minha opinião o texto escrito acima ficou muito bom!
Esse texto vai me ajudar no meu trabalho da escola.


sem mais.


Data: 19/11/2007
Marina de Macedo Sbruzzi.

douglas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Oii vou visitar o projeto peixe-boi dia 25.11.09, vai ser massaaa conhecer os bichinos galera!!!bj C.Grande.

amandinhapoli disse...

Me ajudou no trabalho de Geografia! :D

Anônimo disse...

eu adoreiiii serviu p meu trabalho da escola