9 de mai de 2012

A aeronave


Cindindo a vastidão do Azul profundo,
Sulcando o espaço, devassando a terra,
A aeronave que um mistério encerra
Vai pelo espaço acompanhando o mundo. 

E na esteira sem fim da azúlea esfera
Ei-la embalada n’amplidão dos ares,
Fitando o abismo sepulcral dos mares,
Vencendo o azul que ante si s’erguera. 

Voa, se eleva em busca do infinito,
É como um despertar de estranho mito,
Auroreando a humana consciência. 

Cheia da luz do cintilar de um astro,
Deixa ver na fulgência do seu rastro
A trajetória augusta da Ciência.

Augusto dos Anjos 

_____________________________

Augusto dos Anjos é o maior poeta que conheci nessa orbe terrestre. Pena que só produziu um único livro. Porém, QUE LIVRO!!! Ele não é fácil de se absorver, mas acredito que essa é uma de suas melhores qualidades. O leitor tem que se preparar para tê-lo em mãos.  Por isso... se prepare que a viagem é longa, mas é a melhor viagem que você poderia ter.

Abraços!!!

Nenhum comentário: